Escolha uma Página

Não podemos pensar em vinho sem imaginar uma situação de elegância. Ela pode vim acompanhada com um jantar romântico, uma reunião de negócios ou um jantar em restaurante chique. Por esta razão não podemos deixar de lado as regras de etiqueta que fazem parte deste contexto.

Não adianta fugir, se caso você acha que as regras de etiquetas são frescuras , saiba que elas não são! Cada regra tem um porquê, elas servem para apreciar ao máximo possível o vinho a ser bebido, sem atrapalhar a temperatura , o sabor e a elegância. Depois das regras de como servir a bebida entre as pessoas, vem o significado que tem a ver com a cultura da bebida. Fique tranqüilo neste momento, basta seguir uma lógica de bom senso e educação que tudo saíra bem.

  • Na hora de servir o vinho, não segure pelo gargalo porque ele pode escorregar. A chance de escorregar são maiores em vinhos que possuem cápsulas, pois elas se mexem e podem cair. Segure corretamente a garrafa sem medo pelo meio com toda a mão, sem esconder o rótulo. Não pense que neste momento o vinho pode esquentar, porque ele não vai! O vidro é grosso e por isso a temperatura não irá mudar. Há pessoas habilidosas que seguram a garrafa pela parte de baixo, mas para iniciantes, o correto é o meio por causa da estabilidade.
  • A quantidade que deve ser servido na taça de vinho depende sempre do vinho que está sendo servido. Em média, três dedos para vinhos tintos, brancos e roses, o motivo é deixar espaço para a pessoa aerar o vinho,ou seja, girar a taça para o vinho oxigenar e os aromas se desprenderem. Para espumantes, dos quais não devem ser aerados, a quantidade pequena serve para que o espumante não esquente no copo, já que espumantes devem ser tomados em temperaturas baixas, assim, deve-se deixar a garrafa em cima da mesa em um balde com gelo para que a pessoa beba sempre na temperatura ideal e na hora que quiser.
  • Ao terminar de servir, deve-se rodar a garrafa ligeiramente  enquanto afasta do copo. Além de ficar bem,  evita que o vinho  pingue na mesa.
  • No restaurante, quando a bebida for servida, deve-se mostrá-la ao anfitrião primeiro, logo servir as damas começando pelas mulheres mais velhas e depois as mais novas. Só depois servir os homens na mesma forma decrescente de idade. E por fim, o  anfitrião (quem pediu o vinho). No caso do anfitrião ser uma mulher dever ser servida da mesma forma,  por último, oferecendo a bebida para os amigos e convidados primeiro, mostrando educação e respeito. E sua casa quem serve o vinho é você, ficando por último a ser servido.
  • Para que você não perca a elegância, segure a taça pela haste, assim o vinho não esquenta e não perde a qualidade.
  • Quando você for servido novamente, não erga a taça, deixe-a onde está (do lado direito do seu prato), pois é deselegante você erguer a taça para ser servido e também mostra ansiedade. Deixe que a pessoa que irá te servir coloque o vinho na sua taça, pois assim você mostrará tranqüilidade. No caso do garçom ou anfitrião não conseguir chegar até você, a regra é erguer a taça, sem tumulto, com muita elegância, educação, e deixe a taça firme para que a pessoa te sirva, e para que nenhuma inconveniência aconteça. Neste caso, a regra é válida.
  • Para que você não faça errado na hora de dar uma giradinha na taça (que serve para oxigenar o vinho e liberar aromas), saiba que apenas espumantes não devem receber essa giradinha, pois eles perdem o gás que é uma das principais características da bebida . Para os vinhos, após serem servidos, gire a taça, sem tirar sua base da mesa, fazendo o vinho rodar lá dentro. Depois disto, beba e sinta o aroma.
  • Na hora de trocar o vinho, o correto é que você troque a taça,até porque cada tipo de vinho tem um tipo de taça. SAIBA MAIS SOBRE CADA TIPO DE TAÇA AQUI.

Agora você está mais informado sobre regras de etiqueta na hora de servir um vinho para seus amigos e família. Aproveite e seja elegante!

clube-do-vinho-1

loja-virtual

winesave