Escolha uma Página

1.O vinho branco é exclusivamente produzido com uvas brancas?

Por mais incrível que possa parecer, a verdade é que o vinho branco também pode ser produzido com uvas tintas, isto porque a parte da uva que dá efetivamente cor ao vinho é a sua pele (a polpa é incolor) e, se esta película não entrar em contato com o mosto, o resultado será um vinho branco ou pelo menos com um tom muito claro.

2.Espumantes e frisantes são a mesma coisa?

Não. Os espumantes são produzidos exclusivamente por dois métodos – Charmat ou champenoise (tradicional), que conferem gás carbônico de forma natural a bebida e podem atingir até 5 atm de pressão interna. Já os frisantes têm uma pressão menor (inferior a metade de um espumante) e podem ser elaborados com gaseificação artificial ou através de segunda fermentação, de forma natural.

3.Vinho tinto é melhor que o vinho branco para a saúde?

Verdade. Os vinhos tintos (que são fermentados na presença da uva) têm cerca de 10 vezes mais polifenóis que os vinhos brancos. É por isso que os tintos, como regra, têm mais virtudes para a saúde e reduzem em 36% as chances de desenvolvimento de algum problema cardiovascular.

4.O álcool existente no vinho também faz bem?

Mito. No vinho já se identificaram cerca de 1.000 substâncias e a única que reconhecidamente pode ser danosa ao organismo é ele. O álcool é o problema do vinho. Ele quando ingerido em quantidade superior à que o organismo pode metabolizar é tóxico, principalmente para o fígado, cérebro e coração.

5.Apenas o vinho tinto pode ser envelhecido? E o vinho branco, não?

Mito.Embora a regra geral, um vinho branco deva ser consumido dentro do prazo de um ano, há sempre exceções à regra. Internacionalmente falando, o célebre vinho branco alemão Riesling é a prova viva de que um vinho branco pode envelhecer lindamente, até aos 50 anos de idade para sermos mais precisos!

6.A quantidade ideal de consumo para cada pessoa é a mesma?

Mito. Pode-se responder de duas maneiras a essa pergunta. Primeiro, a quantia depende da capacidade de cada organismo de metabolizar o álcool. Segundo, há diferença entre homens e mulheres. Um homem pode consumir até 300 ml de vinho por dia e o recomendado para as mulheres são 200 ml diários, o que equivale a menos de uma taça por dia.

7.Em uma refeição, deve-se servir primeiro o vinho branco e depois o tinto?

Verdade. Os brancos devem ser consumidos primeiro pois geralmente são mais leves, e preparam o paladar para o próximo vinho. O tinto vem depois porque o mesmo possui mais corpo e acima de tudo taninos, que marcam na boca e tornariam a sensação de um branco (caso servido depois) imperceptível.

8.Chacoalhar o espumante antes de abrir prejudica o sabor da bebida?

Com certeza. Agitar o espumante de forma exagerada favorece o desprendimento do gás carbônico e prejudica o seu sabor e suas virtudes, já que o gás desprendido é fundamental para definir a qualidade do produto.

9.Cada vinho deve ser feito apenas com um tipo de uva?

Mito. Os vinhos podem ser elaborados através de “misturas de uvas” – chamados de Assemblage. Quando elaborados com uma única variedade são chamados de varietal. Quem define essa pratica é o produtor, dependendo do estilo de vinho que pretende atingir.

10.Quanto mais antigo um vinho, melhor?

Nem todos os vinhos são beneficiados pelo envelhecimento. O envelhecimento proporciona a evolução dos componentes do vinho, mas é necessário ter estrutura de tanino e outros componentes para que o tempo seja benéfico e nem todos os vinhos têm este requisito.. Durante o envelhecimento algumas características dos vinhos jovens como aromas de frutas frescas são substituídos por aromas mais evoluídos como os de frutas em calda e frutas secas.

clube-do-vinho-1

loja-virtual

winesave